Kléber Gladiador: relembre a carreira do polêmico atacante

Kléber Gladiador fez campanhas impressionantes jogando muita bola em vários times brasileiros. Entretanto, sua carreira também foi marcada por polêmicas. Relembre a história e a trajetória do atacante no futebol:

Kleber Gladiador

Início da carreira

Kléber Giacomazzi de Souza Freitas nasceu em Osasco (SP) no dia 12 de agosto de 1983. Com apenas 6 anos, ele já levava a sério o sonho de virar jogador de futebol. Em 1994, com 11 anos de idade, foi chamado para fazer um jogo contra o time infantil do São Paulo. Então, a equipe do Tricolor ficou impressionada com a habilidade e o convidou para a realização de testes.

Ele teve grande destaque nas categorias de base do São Paulo, participando do título da Copinha de 2000, no time que também tinha Kaká e Júlio Baptista. Em 2003, ele subiu ao profissional do Tricolor e se destacou no Campeonato Brasileiro e na Copa Sul-Americana, sendo o artilheiro do time no torneio continental.

Dínamo de Kiev

No fim de 2003, Kléber ganhou o Mundial Sub-20 com a Seleção Brasileira e chamou a atenção dos times europeus. Então, ele foi vendido por 2,2 milhões de dólares ao Dínamo de Kiev.

Na Ucrânia, ele conquistou muitos títulos e virou ídolo da torcida, se tornando um dos maiores jogadores do clube na década.

Volta ao Brasil

Kléber voltou ao Brasil em 2008, em empréstimo ao Palmeiras. Rapidamente, já ganhou o carinho da torcida, pois foi peça fundamental na conquista do Paulistão de 2008, que tirou uma Verdão de uma fila sem títulos.

Foi no Palmeiras que o seu lado polêmico e agressivo veio à tona. Kléber foi suspenso por 3 partidas no Paulistão por uma cotovelada e no primeiro turno do Brasileirão tomou 9 cartões amarelos e 3 vermelhos.

Cruzeiro

Quando o período de empréstimo com o Palmeiras chegou ao fim, o Gladiador acertou sua ida em definitivo para o Cruzeiro, sendo anunciado em fevereiro de 2009.

No primeiro semestre, Kléber teve um dos melhores momentos de sua carreira e levou o Cruzeiro até a final da Libertadores, sendo vice-artilheiro da equipe no torneio. Além disso, ganhou o estadual, marcou 13 gols e foi eleito um dos craques do mineiro.

Mas, em setembro, o jogador se envolveu em mais polêmicas, pois foi flagrado em uma festa da torcida organizada do Palmeiras – um dia antes do confronto contra o time.

Volta ao Palmeiras

Em junho de 2010, o Gladiador voltou ao Palmeiras, com muita festa por parte da torcida. Apesar de fazer mais uma boa passagem, as polêmicas falaram mais alto. O jogador supostamente simulou uma lesão durante uma negociação com o Flamengo, que havia oferecido um salário melhor.

Sua passagem chegou ao fim em outubro de 2011, quando Kléber foi afastado pelo treinador Felipão depois de uma briga entre eles.

Grêmio

Kléber Gladiador chegou como um dos principais reforços do Grêmio para a temporada de 2012. O início foi ótimo, com muitos gols marcados. Mas, o período em que esteve no clube foi mais uma vez de altos e baixos.

Kléber e Barcos formaram uma dupla de ataque muito letal, o que contribuiu para as boas fases do Gladiador. Entretanto, em 2014, o sucesso não se repetiu e o atacante não fez nenhum gol. Para piorar, sofreu com lesões.

Vasco e Coritiba

Em junho de 2014, Kléber chegou ao Vasco com status de estrela para a disputa da Série B pelo time carioca. Mais uma vez, não teve muito destaque, mas conseguiu cumprir o objetivo de ajudar a levar o cruz-maltino de volta para a elite do futebol brasileiro.

Na metade de 2015, Kléber acertou sua transferência para o Coritiba. Entretanto, o atacante se machucou antes da estreia, o que atrapalhou o início de sua trajetória na capital paranaense. No Brasileirão daquele ano, ele fez apenas um gol.

Mas, nos anos seguintes, o atacante resgatou o bom futebol e virou o destaque do Coxa. Em 2016, fez 23 gols na temporada (a segunda mais artilheira de sua carreira). Já em 2017, foi artilheiro do Campeonato Paranaense.

Austin Bold

Em agosto de 2018, Kléber topou um novo desafio para sua carreira e foi jogar no Austin Bold, time recém criado de Austin, a capital do estado norte-americano do Texas.

Kléber, em pouco tempo, já entrou para a história do clube. Em 2019, ele marcou o primeiro gol da história do estádio do Austin Bold, que foi construído dentro do autódromo Circuito das Américas.

Kléber atua pelo time texano até hoje, onde é ídolo e capitão. Atualmente, a equipe disputa a USL Championship, que é uma espécie de segunda divisão do campeonato estadunidense.

Títulos da carreira

Durante a carreira, que ainda não terminou, Kléber ganhou vários títulos. No entanto, dentro do Brasil, suas maiores conquistas foram apenas no âmbito estadual:

  • Mundial Sub-20 (2003 – Brasil)
  • Campeonato Ucraniano (2004 e 2007 – Dínamo de Kiev)
  • Copa da Ucrânia (2005, 2006 e 2007 – Dínamo de Kiev)
  • Campeonato Paulista (2008 – Palmeiras)
  • Campeonato Mineiro (2009 – Cruzeiro)
  • Campeonato Paranaense (2007 – Coritiba)

Clube da Aposta promove Sports Betting Experience

O evento no Itaquerão terminou com um Happy Hour animado. Nele, os apostadores tiveram a oportunidade de conhecer outras pessoas que atuam no mesmo segmento e criar uma rede de networking. Esse, aliás, é um dos principais intuitos do evento: criar vínculos com pessoas que levam a sério as apostas esportivas. Além dos participantes, toda a equipe do Clube da Aposta e os próprios palestrantes estiveram presentes no Happy Hour. A acessibilidade tinha por intuito aproximar todos os participantes e elevar o nível do debate.